Erros

/
2 Comments

      Um rabisco, um rascunho durante as aulas chatas, e assim vão nascendo meus textos. Se eu não escrever na hora perco a idéia e ela se vai como uma borboleta nos ares. Nas horas de insônia, as lembranças se aconchegam perto de mim e me fazem olhar pra cada uma de frente e me fazem ver como cada uma delas tem grande valor, até aquelas que não são tão bonitas. Minha vida não seria minha vida sem meu Deus, minha família,meus livros meus dramas e meus dilemas. 
       Meus textos não seriam meus se não fossem escritos com meus erros de ortografia na hora do corre corre pra não esquecer as palavras. Eu não seria eu se fosse fácil ser eu, se não tivesse essa minha confusão não haveria minhas malucas soluções. Aja e reaja, não fique parado com medo. Pare um pouco para pensar se você nunca estivesse errado. Se você sempre estivesse certo. Se nunca visse o pó da borracha ou as marcas do passado. Não sei você, mas eu não gostaria. Porque? Pelo simples fato de gostar de viver. Viver é errar, é aprender, cair e ao tentar levantar cair de novo, rir dos próprios erros e das próprias piadas, se machucar, perder e ganhar, chorar de tanto rir ou de tanta dor. 
       Eu penso que se estivesse sempre certa não seria uma humana, seria uma espécie de robô totalmente programado sem sentimentos e que só sabe olhar e sentir o nada e que faz tudo isso de maneira certa. Que coisa sem graça seria não cometer erros, e mesmo assim vivo tentando acertar. Que estranho chega a ser o ser humano. Só digo uma coisa :nunca deixe de tentar por medo de errar. E se não der certo? Continue oras. Melhor tentar que acabar louco de pensar o que teria acontecido se tivesse tentado. Oportunidades não voltam, já os erros com o tempo são esquecidos.


You may also like

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.